Regras do Setor

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

A partir deste momento, vamos esclarecer como funciona o Setor Integrado de Reprodução Humana da Escola Paulista de Medicina - UNIFESP. Ao término da leitura, o casal deverá confirmar que está ciente e concorda com as diretrizes do Setor, para ter acesso ao cadastro de inscrição e dar continuidade ao atendimento.

O Setor é formado por duas Disciplinas: Ginecologia Endócrina (Departamento de Ginecologia) e Urologia ( Departamento de Cirurgia) da EPM-UNIFESP. É um ambiente de Ensino e Capacitação Médica, que atende casais com infertilidade conjugal, priorizando o aprendizado dos alunos da graduação (3º e 4º anos de Medicina) e o treinamento dos médicos residentes.

Como este Setor pertence à Universidade Federal de São Paulo, todos os itens das fases de diagnóstico e de tratamento que constarem da Tabela do Sistema Único de Saúde – SUS poderão ser feitos pelo SUS, como consultas, exames (laboratoriais e de imagens) e alguns procedimentos, como por exemplo, a varicocelectomia. Porém, o SUS não cobre os tratamentos de alta complexidade em Reprodução Humana.

Para poder atender a população que procura a Assistência Médica para os tratamentos de alta complexidade e estabelecer um ambiente de Ensino e Capacitação Médica na  Escola Paulista de Medicina, a Coordenação do Setor Integrado de Reprodução Humana - UNIFESP juntamente com a Superintendência do Hospital São Paulo (Hospital Privado – artigo 2º do Regimento Interno do Corpo Clínico do Hospital São Paulo) acordaram que o casal que necessitar de tratamento de alta complexidade, após ter feito a fase de diagnóstico pelo SUS, pode tornar-se , por livre e espontânea vontade,  paciente particular  (no momento da internação ) e assumir os custos dos itens que não são cobertos pelo SUS. Assim, o casal tem a  possibilidade de ser atendido  de forma econômica num Ambiente Universitário.

A SABER

Em observância a critérios clínicos, para manter o ambiente de Ensino e a Capacitação Médica no Setor Integrado de Reprodução Humana EPM-UNIFESP, só será aceita a inscrição do casal cuja mulher estiver com até 35 anos e 11 meses de idade, no momento do preenchimento do cadastro.

O casal será atendido por uma Equipe de Médicos Residentes orientados pelos Médicos Supervisores do Setor. Seguirá a rotina de dia e hora (para consultas e exames) pré-estabelecidos pelo fluxo do Ensino e da Assistência Médica.

O casal será responsável pela compra do seu medicamento.

O custo do material de consumo e da internação (em ala particular do Hospital São Paulo) será pago, pelo casal, diretamente na Tesouraria do Hospital São Paulo.

NÃO HAVERÁ PAGAMENTO ALGUM PARA OS MÉDICOS OU QUALQUER OUTRO PROFISSIONAL DO SETOR.

Setor Integrado de Reprodução Humana
Escola Paulista de Medicina - EPM
Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP